image

 

A zona norte concentra em torno de 30% de toda a mão de obra com carteira assinada de Sorocaba, de acordo com levantamento feito pela empresa Análise Logit, encomendado pela Urbes – Trânsito e Transportes e concluído em 2014. A região foi a que mais cresceu na cidade, recebendo o investimento de indústrias, shopping centers, redes de fast food e lojas de rua. Em contrapartida, a região apresenta o menor acúmulo de renda da cidade. O faturamento médio por domicílio é de R$ 2.500 contra R$ 5.325 da área central, por exemplo. (31/01/16)

Anúncios