Busca

Sorocabanices

"Todo Sorocabano tem suas Sorocabanices"

mês

maio 2016

Pai se irrita com choro e mata bebê de nove meses

Um homem foi preso nesta segunda-feira (30), em São Roque, por matar o próprio filho, um bebê de nove meses. De acordo com a Polícia Civil da cidade, o crime teria acontecido na madrugada de sábado (28), quando a rapaz, de 18 anos, e a companheira — mãe da criança — estavam em casa, no bairro Taboão. 

Segundo o rapaz teria confessado, o casal fez uso de drogas e tentava dormir, mas o bebê não parava de chorar. Ele teria levantado para verificar a criança e, irritado, jogou o menino com força no carrinho de bebê. Nesse momento, acredita-se que a vítima tenha batido a cabeça em uma estrutura de ferro do carrinho ou na parede. Após perceber que o bebê suspirava, o homem teria colocado um cobertor em cima dele e voltado a dormir. Pela manhã, o casal o levou até o Pronto-Socorro da Santa Casa de São Roque, mas não permaneceram no local. Contudo, o bebê já chegou sem vida ao hospital. 

image

A polícia encontrou o rapaz nesta segunda, na casa de uma irmã, no Jardim Villaça. Após a prisão, ele teria confessado o crime e será investigado por homicídio doloso. A mãe estaria sob investigação do Conselho Tutelar, visto que o casal teria outra filha. 

O corpo da criança foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Sorocaba (IML) onde passou por exames. Ele foi velado ainda na noite de sábado (28) na funerária Conslac, em São Roque, e sepultado na manhã de domingo (29) no Cemitério Municipal da Paz. 

Anúncios

Exército virtual defende prefeito na web

Uma das atribuições de parte dos funcionários comissionados da Prefeitura de Sorocaba — embora não esteja descrita na súmula — é de servir de exército virtual do governo de Antonio Carlos Pannunzio (PSDB) nas redes sociais, defendendo-o de críticas, como também enaltecendo suas qualidades pessoais e seu mandato. O sistema idealizado pelo PSDB de Sorocaba é profissional e foi desenvolvido por uma empresa especializada em posicionamento digital, a Epolitics, de São Paulo. 
  
+ Secretário João Leandro diz que defender administração é obrigação 
  
Toda ação é comandada por um integrante nacional do PSDB e homem de confiança do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC), Xico Graziano, e colocada em prática pelos integrantes do Conexão Sorocaba, grupo fechado existente no Facebook e que é formado basicamente por funcionários comissionados (sem concurso público) e também por servidores de carreira que ocupam cargos de confiança, lotados na Prefeitura de Sorocaba, no Parque Tecnológico de Sorocaba e no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae). 
  
Entre esses servidores do Conexão Sorocaba estão também os que ocupam cargos que foram considerados inconstitucionais pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), em decisão liminar recente. Muitas postagens das redes sociais foram “cumpridas” em horário de expediente e foram “pagas” com dinheiro dos cofres públicos. A Epolitics criou as páginas pessoais do prefeito Antonio Carlos Pannunzio e do secretário de Governo de seu mandato, João Leandro da Costa Filho, um dos pré-candidatos do PSDB nas eleições deste ano. 
  
  
Hora de defender 
  
  
Em uma dessas postagens, no dia 13 de janeiro, Xico Graziano escreve para o Conexão Sorocaba: “Pessoal, está faltando mais gente defender o prefeito no face dele…muitos adversários atacam sem que apareça alguém para contrapor. Vamos lá ativistas.” 
  
Ele se referia às críticas feitas nos comentários de um vídeo do prefeito, postado em sua página do Facebook, em que Pannunzio afirmava que sua administração se pautava pela transparência. 
  
Às 9h39 do dia 13, um assistente de gabinete nível 2 (cargo tido como inconstitucional pela Justiça e com vencimento de R$ 6.230,64) entra na página do prefeito no Facebook. “Boa prefeito, infelizmente o PT e o PMDB estão destruindo nosso país, mas com uma administração responsável e transparente vamos vencer.” 
  
Às 14h14, um assessor de secretário (também outro cargo inconstitucional pela Justiça, com salário de R$ 8.558,68) também atende o pedido de Graziano e posta no Facebook de Pannunzio. “A gestão mais transparente do Estado de São Paulo (avaliação do Ministério Público Federal). Pesquisa antes de falar”, cita, ao criticar uma pessoa que teceu comentários em relação ao rompimento do contrato do lixo entre a Prefeitura de Sorocaba e a empresa Gomes Lourenço. 

image

O mesmo assessor repete comentários às 14h34 e 14h35, citando que as críticas feitas ao vídeo de Pannunzio foram feitas por desespero da oposição. Outros participantes do Conexão Sorocaba defendem Pannunzio na mesma postagem. 
  

image

Até parabéns a você 
  
No dia 29 de julho de 2015, a mensagem de Xico Graziano aos “ativistas” do Conexão Sorocaba era a seguinte: “Turma: hoje é o aniversário do Pannunzio. Vamos produzir uns posts para vocês utilizarem em suas páginas. Dia de elevar nosso ativismo e fazer a cidade inteira parabenizar seu Prefeito. Se quiserem, podem começar a falar bem do engenheiro, professor, político honesto e ético que ajuda Sorocaba a progredir…#parabénsPannunzio”. 
  
No mesmo dia 29, um assessor de comunicação nível 1 (outro cargo inconstitucional pela Justiça e salário de R$ 5.013,32), escreve em seu perfil do Facebook: “Campeões nascem prontos, são feitos com trabalho e dedicação. Parabéns Pannunzio, pelo seu aniversário e pela maneira transparente de conduzir Sorocaba.” 
  
Outro servidor, que ocupa o cargo de assistente de gabinete nível 2 (também tido como inconstitucional e salário de R$ 6.666,78) postou, no mesmo dia 29: “…Com ele eu também aprendi os princípios de um Homem de verdade, seja ele público ou não, mas que valoriza os princípios éticos e familiares acima de qualquer coisa…Pannunzio, obrigado pelos ensinamentos da vida e que Deus continue te abençoando e te dando saúde para que mais pessoas possam ver virtudes de um Homem de verdade, sem marketing, sem maquiagem ou sem fantoche. Parabéns.” 

image

Vamos aplaudir 
  
No dia 11 de junho de 2015, Xico Graziano pede que os ativistas “aplaudam Pannunzio” pela economia gerada com a licitação do lixo e que o exército virtual “não apenas publique post” em suas páginas, como também participem de debates em páginas de jornais. 
  
Às 12h55, um assistente de gabinete nível 2 entra no Facebook do jornal Cruzeiro do Sul, na matéria sobre o novo contrato de lixo: “Parabéns Pannunzio, economia de 8 milhões e a volta dos contêineres, tudo com transparência e ética…#eucurtoSorocaba”. Além disso, outro comissionado, com o cargo de assistente de gabinete nível 2, colocou na sua página: “Sorocaba economizará 8 milhões com o novo contrato…#vaiPannunzio.” 
  
Após encaminhamento dos questionamentos do jornal Cruzeiro do Sul à Prefeitura de Sorocaba, o Conexão Sorocaba eliminou 25 pessoas do grupo fechado, passando de 133 para 108 e alterou administradores, com a saída do presidente do Saae, Rodrigo Maldonado. 

****Fonte Jornal CRUZEIRO DO SUL

image

 

Vagas de emprego para Sorocaba, 29/05/16

image

Confira as vagas de emprego para Sorocaba disponíveis nesta segunda feira!
CLIQUE AQUI PARA CONFERIR AS VAGAS

COMPARTILHE AQUI AS VAGAS

Pedestres reclamam de desrespeito às faixas de travessia

image

O Código de Trânsito Brasileiro estabelece que todos os veículos motorizados são responsáveis pela segurança dos pedestres

De acordo com o artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, juntos, pela segurança do pedestre. Em Sorocaba, embora existam cerca de 250 faixas de travessia elevadas, os motoristas avançam sobre os pedestres em pontos de grande circulação. A equipe de reportagem do Cruzeiro do Sul flagrou algumas situações que constituem, segundo o artigo 214 do CTB, infração de trânsito de natureza gravíssima ou grave nas ruas da região central (veja vídeo). De janeiro a março deste ano, segundo a Urbes — Trânsito e Transporte, três pessoas morreram em decorrência de atropelamentos. Em 2015, no mesmo período, as vítimas que não resistiram aos ferimentos e faleceram foram cinco. 

A maior queixa entre os pedestres é que muitas vezes um motorista para o carro e sinaliza, porém o condutor que vem na faixa ao lado não respeita a preferência. Na rua Doutor Álvaro Soares um homem com dificuldade de locomoção aguardava para atravessar no local indicado e o motorista que vinha na faixa central parou o seu carro. Quando o homem atravessava, um Fiat Fiorino, em alta velocidade, na faixa da direita, quase o atropelou e seguiu sem dar preferência. O aposentado José Antônio de Oliveira, 69, que vezes é motorista e vezes é pedestre, conta que no Centro é preciso ter atenção redobrada. “Tem também que ficar atento com os motociclistas, porque eles vêm nos corredores e não respeitam quem está atravessando”, reclama. 

Segundo a Urbes, os condutores que priorizam a travessia de pedestres precisam acionar o pisca-alerta do veículo e sinalizar com gestos sua intenção, a fim de chamar a atenção dos demais para que também parem. O órgão destaca que toda faixa elevada para travessia de pedestres é precedida de sinalização de advertência e também de regulamentação de velocidade, as quais devem ser respeitadas pelos condutores para preservar sua segurança e dos demais usuários das vias. 

Alzira Arjona Alves, 72, conta que já foi atropelada na avenida Itavuvu e que prefere sempre atravessar em alguma faixa de pedestre localizada em frente aos semáforos. “É mais garantido que os motoristas parem. Com a idade que já tenho, é mais perigoso, porque não tenho mais agilidade para correr se precisar.” O técnico em manutenção Ivan Souza Oliveira, 31, trabalha no Centro e diariamente precisa contar com a boa vontade dos motoristas. “Aqui na Álvaro Soares já teve muito acidente, principalmente com idoso”, recorda. 

Na rua Padre Luís, também no Centro, uma faixa elevada de travessia foi instalada há pouco tempo e segundo o vigilante Edivaldo Fernandes, 47, está mais fácil para cruzar a via, porém ele afirma que os motoristas ficaram mais solícitos em frente as câmeras. “Quando o sinal lá na frente está verde eles quase passam por cima da gente. Hoje estão parando porque vocês estão filmando”, garante. Em frente ao Poupatempo, na rua Leopoldo Machado, os pedestres também precisam aguardar vários minutos até que algum condutor dê preferência na faixa. O aposentado Antônio Amaro da Silva, 52, e sua esposa, a auxiliar de produção Loide Oliveira da Silva, 54, aguardaram quase cinco minutos e mesmo assim só conseguiram atravessar quando o fluxo de carros parou na avenida Dom Aguirre. “Mas a gente passa correndo, porque aqui vem muitos ônibus. É perigoso.” 

Trabalhadores do transporte coletivo decidem manter estado de greve

image

Os trabalhadores do transporte coletivo acabam de decidir, em assembleia realizada na sede do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, na manhã desta sexta-feira (27), manter o estado de greve até uma reunião de conciliação, já marcada para a próxima segunda-feira (30), às 10h, no Tribunal Regional do Trabalho, em Campinas. 
  
Na prática, os coletivos continuam circulando normalmente nesta sexta e também no final de semana. Na segunda, os coletivos circularão com faróis acesos até o meio-dia. Se houver acordo na audiência de conciliação, novas assembleias no sindicato devem ocorrer na terça (31). Caso não haja acordo na audiência em Campinas, os motoristas podem paralisar o serviço a qualquer horário na parte da tarde.  
  
Os trabalhadores admitem que poderão parar na segunda à tarde ou à noite, mas não vão definir horário por uma questão de estratégia de greve. Segundo a direção do sindicato, não houve nova proposta apresentada pelas empresas. Por conta disso, a assembleia votou o encaminhamento da greve. Haverá nova assembleia na sede do sindicato nesta sexta, às 18h.  
  
FIQUE BEM INFORMADO! CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK! SOROCABANICES, A PÁGINA DO POVO SOROCABANO!👍 CLICK AQUI

O presidente do Sindicato, Paulo Eustásia, disse que houve vários encontros para a negociação do acordo salarial, desde a última quarta-feira, mas que as propostas foram levadas aos proprietários das empresas, que as negaram nesta manhã. 

image

Dupla assalta cliente ao sair de banco e troca tiros com a PM em Sorocaba

Suspeitos tentaram fugir e se depararam com a equipe no local. Um dos homens ficou ferido e ambos foram detidos.

image

Dois homens assaltaram um cliente no estacionamento de uma agência bancária na Vila Leão de Sorocaba (SP) na tarde desta quarta-feira (25). Segundo a polícia, os ladrões já tinham feito dois assaltos na cidade. Quando iam para o terceiro é que foram abordados.

image

Suspeito trocou tiros com a Polícia Militar em
Sorocaba (Foto: Arquivo pessoal)

De acordo com informações da Polícia Militar, após a ação, os dois suspeitos estavam em uma motocicleta, de 800 cilindradas, e saíram na contramão. Entretanto, não perceberam que uma viatura da Força Tática da Polícia Militar estava nas imediações. 

Em seguida, eles tentaram fugir da equipe, mas foram abordados. Um dos criminosos atirou contra os policiais, que revidaram. 

Ainda segundo com a polícia, ambos foram socorrido pelo Resgate do Corpo de Bombeiros e encaminhados para o hospital da cidade. 

O aposentado Tadeu Sansão foi uma das vítimas da dupla de assaltantes. Ele foi abordado quando entrava numa casa de câmbio. “Eu parei e estacionei. Quando peguei a calçada, o cara apareceu na minha frente dizendo: ‘Perdeu, palyboy. Vá passando o relógio!’ Eu dei o relógio e fiz de conta que não era comigo. E fui embora”, lamenta.

image

Carro pega fogo em Sorocaba e ocupantes conseguem escapar

Uma falha mecânica pode ter provocado vazamento de combustível. Corpo de Bombeiros foi acionado, mas deu PT…

Um veículo pegou fogo nesta quinta-feira (26) na avenida Santos Dumont, na Vila Angélica, próximo a um supermercado, em Sorocaba (SP). 

image

Carro pegou fogo em avenida de Sorocaba
(Foto: Reprodução/TV TEM)

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o motorista estava acompanhado de uma mulher e três crianças quando ligou o carro e o incêndio começou.

Ainda segundo os bombeiros, uma falha mecânica pode ter provocado o vazamento de combustível e iniciado o fogo.

Os ocupantes do carro conseguiram sair rapidamente e nada sofreram. Já o veículo teve perda total.

Pais reclamam da falta de itens no kit escolar

image

Na EM Quinzinho de Barros, a falta de materiais é motivo de reclamação por parte dos pais

A pouco mais de um mês do final do primeiro semestre, mas ao menos uma parte dos alunos das escolas municipais ainda não recebeu todo o material do kit escolar, segundo relato de alguns pais ao Cruzeiro do Sul. O ano letivo em 2016 iniciou em 11 de fevereiro, mas continuam as queixas sofre a falta de vários itens, além da baixa qualidade dos produtos entregues e até mesmo a distribuição de itens que jamais serão usados pelos alunos, como o de canetas esferográficas para estudantes do ensino infantil. Já a versão da Secretaria Municipal da Educação (Sedu) é a de que recebeu das escolas a informação de que a distribuição de todos os itens do kit foi concluída no dia 13 de maio a todos os 53.844 alunos da rede municipal. A Sedu não explicou, no entanto, porque nem todos os alunos receberam o material e o que motiva as reclamações dos pais. 
  
Uma professora que não quis se identificar confirmou que ainda faltam alguns itens porque são comprados em diferentes processos de licitações. As queixas são da falta de caderno, caneta hidrográfica (canetinha), parte dos lápis de escrever, parte das borrachas, massa de modelar, tinta guache, papel sulfite e estojo. Há casos em que as massas de modelar seriam divididas ao meio para atender mais de um aluno ou de professores que fazem em casa a massinha com farinha de trigo para ser usada em sala. 
  
Entre as reclamações de qualidade inapropriada, estão os cadernos com páginas recicladas, que são mais sensíveis ao uso da borracha e que se rasgam mais facilmente ao tentar apagar algo que foi escrito a lápis. Outra professora ouvida, comentou que a partir da lei que instituiu a distribuição do kit escolar, não mais se pode passar lista de materiais para os pais, no entanto, os produtos enviados pela Prefeitura não são os mais básicos possíveis. 
  
A dona de casa Teresinha Antônio dos Santos, 53 anos, é mãe de aluno da Escola Municipal José Mendes, no Jardim Hungarês. Ela disse que levou 300 folhas de sulfite para serem usadas na escola. “É caótico. Quem pode comprar leva, quem não pode usa parte dos que levam”, reclamou. A dona de casa e mãe de três filhos, dois deles estudantes, Vanessa Vieira Delfino, 27 anos, afirma que não foram entregues borracha, parte dos lápis e papel almaço quadriculado. Ela disse que também precisou comprar um caderno e que na casa dela qualquer valor faz falta na renda familiar, já que um dos filhos tem 18 meses e o dinheiro poderia ser usado para comprar fraldas. 
  

image

Na escola Achilles de Almeida, na Vila Hortência, o metalúrgico Newton de Oliveira, 43 anos, disse que prefere comprar o material dos três filhos porque a qualidade do distribuído é muito ruim. Citou que os lápis de escrever do kit não entram no apontador que vem junto. Mãe de um aluno da mesma escola, a vendedora Daniele Ribeiro, 33 anos, diz que entregaram um único dos quatro cadernos previstos. “Faltam cadernos e papel sulfite”, reclamou. 
  
CURTA SOROCABANICES NO FACEBOOK

Na Escola Municipal Quinzinho de Barros, a vendedora Edilaine Andrade, 32 anos, disse que gastou quase R$ 100 no início do ano para comprar estojo, lápis de cor, apontador, lápis de escrever, borracha, caderno, tesoura, cola e folha de sulfite. “Depois chegou parte do material, mas é vergonhoso, porque se não tivéssemos comprado não teria como iniciar as aulas”, enfatizou. A manicure e cabeleireira Lindinara Mariane Amaral, 33 anos, reclamou que o grafite do lápis de escrever é todo quebrado, já que não há como apontar. Luana de Lima Augusto, 30 anos, disse ter gasto cerca de R$ 100, já que nem todo o material foi distribuído. Iolanda de Souza Silva Dionízio, 46 anos, disse que não foi entregue o papel quadriculado e quatro lápis de escrever. “Faltou pouca coisa, eu não me sinto incomodada porque a Prefeitura dá e quando a mãe pode, não tem o porque deixar de ajudar”, argumentou. 
  
  
Versão da Prefeitura 
  
  
A explicação da Prefeitura para as questões apontadas pela reportagem foi feita por meio da seguinte nota: ” A Secretaria da Educação (Sedu) informa que mantém um canal oficial para receber todo o tipo de reclamação, tanto por parte das unidades escolares, quanto de pais de alunos. Até este momento, não há registros com essas informações. Inclusive, o secretário da Educação, Flaviano Agostinho de Lima, se coloca à disposição para atender pais e educadores em relação às informações citadas.” 
  
Materiais previstos no Kit escolar por turma 
  
* Berçário – Caderno 48 folhas – Valor pago pela Prefeitura pelo item: R$ 2,47. 
  
* Creches 1, 2 e 3 – 100 folhas sulfite, apontador jumbo triangular, bloco A3 layout, caderno brochura 48 folhas., 2 colas brancas, giz de cera curto grosso 15 cores, 2 lápis grafite triangular jumbo, massa de modelar 12 cores, pasta polionda e tesoura 13 mm. Valor pago pela Prefeitura por cada kit: R$ 51,20 
  
* Pré Escola 1 e 2 – Caderno brochura 48 folhas., caneta hidrográfica 12 cores, 2 colas brancas, estojo jeans, lápis de cor 12 cores, 4 lápis preto, massa de modelar 12 cores, 100 folhas. Sulfite, pasta corrugada, tesoura 13 mm, apontador com depósito, 2 borrachas, têmpera guache 6 cores. Valor pago pela Prefeitura por cada kit: R$ 40,08 
  
* Ensino Fundamental 1 / 1º ao 5º ano – Apontador com depósito, 2 borrachas, caderno brochura 48 folhas., 3 cadernos brochura 96 folhas., 2 canetas azuis, caneta vermelha, 2 colas brancas, lápis de cor 12 cores, 6 lápis preto, pasta polionda, tesoura 13 mm, estojo jeans, régua 30 cm, papel almaço quadriculado. Valor pago pela Prefeitura por cada kit: R$ 54,65 
  
* Fundamental 2 / 6º ao 9º ano – Apontador com depósito, 2 borrachas, 2 cadernos espirais 200 folhas., caderno espiral desenho 96 folhas., 2 canetas azuis, caneta vermelha, 2 colas, lápis de cor 12 cores, 4 lápis preto, papel almaço, 100 folhas. Papel sulfite, caneta hidrográfica 12 cores, pasta polionda, tesoura 13 mm, estojo jeans, régua 30 cm. Valor pago pela Prefeitura por cada kit: R$ 74,29 
  
* Ensino Médio – Apontador com depósito, 2 borrachas, 2 cadernos espiral 200 folhas., caderno espiral desenho 96 folhas., 2 canetas azuis, caneta vermelha, cola, lápis de cor, papel almaço, 4 lápis preto, 100 folhas. Papel sulfite, régua 30 cm, papel quadriculado, pasta corrugada. Valor pago pela Prefeitura por cada kit: R$ 60,69 
  
* Oficina Saber – Apontador com depósito, borracha, caderno brochura 96 folhas., caderno brochura 48 folhas., cola branca, lápis de cor 12 cores, lápis preto, pasta corrugada, 100 folhas. Papel sulfite, pincel nº 14, tesoura 13 mm. Valor pago pela Prefeitura por cada kit: R$ 27,65 
  
Fonte: Secretaria Municipal da Educação (Sedu) 
FONTE JORNAL CRUZEIRO DO SUL

Assembleia define nesta sexta continuidade da greve

image

Paralisação poderá ocorrer após a votação na assembleia na manhã desta sexta – ARQUIVO JCS – LUIZ SETTI

Os cerca de dois mil trabalhadores do transporte urbano de Sorocaba e Votorantim votam nesta sexta-feira (27), em assembleias marcadas para 10h e 18h, as propostas apresentadas pelo setor patronal para reajuste salarial referente à data-base da categoria. De acordo com o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, até o horário da primeira reunião os coletivos irão operar normalmente. Caso os trabalhadores não aceitem a oferta dos empregadores, há possibilidade de paralisação dos serviços no final da manhã, depois da votação das 10h. 

A negociação entre os representantes das empresas e do sindicato foi retomada na tarde de quarta-feira, situação que levou à suspensão da paralisação dos serviços, que afetou a cidade durante boa parte daquele dia. Segundo a entidade, esse processo ainda está “em andamento” hoje — quando os coletivos circulam normalmente. Caso o serviço volte a parar, continua valendo uma liminar judicial que determina que os trabalhadores mantenham 70% da frota normal rodando nos horários de pico (das 5h30 às 8h30, das 11h às 14h e das 17h às 20h30) e pelo menos 40% nos demais horários. 

            CURTA NOSSA PÁGINA

Os trabalhadores do transporte coletivo estão em estado de greve desde o dia 18, quando a categoria rejeitou, por unanimidade, a proposta patronal de reajuste salarial de 4,84% em maio e 3,08% a partir de novembro, um total de 8,06%. A entidade notificou de greve as empresas no dia 20 de maio e reivindica correção salarial segundo a inflação (que fechou em 9,955%) mais aumento real de 6%, aumento no tíquete-refeição para R$ 23 (hoje esse benefício é de R$ 19), aumento na participação nos lucros e resultados (PLR), contratação de agentes de bordo em quantidade que iguale ao número de motoristas e manutenção de todos os direitos já conquistados em campanhas salariais passadas. 
  
De acordo com o sindicato, a Sorocaba Transporte Urbano (STU), Consórcio Sorocaba (Consor) e Auto-Ônibus São João chegaram a apresentar proposta de reajuste salarial de 9,5% parcelado em duas vezes, bem como aumento no PLR e no tíquete-refeição. Porém, como a entidade de classe se manteve buscando um reajuste ainda maior, os representantes das empresas optaram por encerrar as negociações e retomar a proposta anterior de 8,06%. 

O Sindicato dos Rodoviários afirma que não haverá paralisação neste momento no transporte intermunicipal entre Sorocaba e os municípios de São Roque, Alumínio, Mairinque, Itu, Araçoiaba da Serra, Salto de Pirapora e São Miguel Arcanjo, e no setor de fretamento. As assembleia acontecem hoje na sede da entidade, que fica na rua Capitão Augusto Franco, 159, próximo ao terminal de ônibus São Paulo. (Da Redação)

****FONTE JORNAL CRUZEIRO DO SUL

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑